O Banco Angolano de Investimentos (BAI) tem apostado, nos últimos tempos, fortemente na digitalização dos seus serviços, tendo mais recentemente disponibilizado o serviço de atendimento via WhatsApp.
A operadora bancária não pará e disponibilizou já também um serviço de adiantamento via on line, que permite ao cliente pedir 20 mil kwanzas e descontar nos meses seguintes.
Bastante apludido, o BAI Directo é dos aplicativos mais solicitados pelos clientes que encontram na ferramenta facilidades para pagar e comprar serviços, além da trabsferência de somas com comidade e celeridade.
O banco financia um programa de bolsas de estudos, através do qual os jovens angolanos, com o máximo de 21 anos, e com média de conclusão do ensino médio igual ou superior a 14 podem ter sua formação custeada na totalidade.
Segundo disseram os seus responsáveis, recentemente, as bolsas visam contribuir para a qualificação do capital humano.
Os candidatos devem remeter os seus processos na secretaria do ISAF, pelo endereço electrónico “bolsasdeestudoBAI@isaf.co.ao”, até ao dia 15 de Fevereiro de 2020.
Os processos de candidatura (fotocópia do Bilhete de identidade, curriculum vitae actualizado e certificado de conclusão do ensino médio) devem ser constituídos por um formulário disponível no site da Academia BAI (www.academiabai.co.ao).
A informação foi anunciada pela presidente da Comissão Executiva da Sociedade Angolana de Ensino Superior “Academia BAI”, Noelma Viegas D’Abreu, ladeada pela directora do Capital Humano da mesma instituição, Irene Graça.
A Academia BAI existe há seis anos e tem por missão constituir-se numa instituição de ensino líder e de referência nacional, pelo rigor académico e excelência dos programas e dos docentes, proporcionando aos alunos maior capacidade para concorrer ao mercado de trabalho, melhorar a sua eficiência e produtividade, com a missão de contribuir para o desenvolvimento de quadros superiores, fomentando o conhecimento, competências técnicas, compartimentais e culturais.
O projecto está avaliado em 900 milhões de kwanzas para o período de 2019/2026 e compreende dois ciclos de oito anos de licenciatura.