O BFA foi distinguido pela revista Global Brands Magazine nas categorias de “Best Bank in Angola” & “Best Bank for Customer Service Angola” 2018. O objectivo deste prémio visa honrar a excelência e o desempenho de empresas em diferentes sectores, tanto no campo das Finanças, Educação, Hospitalidade, Estilo de Vida, Automóveis e Tecnologia.
Em Maio deste ano, o Banco Fomento de Angola (BFA) aprovou uma linha de crédito para exportação de 100 milhões de dólares, dirigidos a empresários nacionais. BFA, no entender de seus responsáveis, é o primeiro banco a pensar nesta necessidade e que quer ter um país que produza, transforme, consiga exportar e que reduza as importações e naturalmente substituir por exportações.
“Este é um caminho que Angola tem que fazer e o BFA quer e vai apoiar e é por isto que hoje viemos a Benguela, para aproveitar esta oportunidade da feira que é um centro de grandes negócios e convidamos a toda aquelas pessoas que acredita no país e no seu potencial de riqueza e na sua localização estratégica em África”, disse a administradora Manuela Moreira quando procedia a apresentação do plano em Benguela.
Conforme a gestora, para habilitar o financiamento o empresário tem de ser cliente do BFA e provar que produz e tem produto para exportar, uma vez que neste momento se abriu em todos balcões a nível do país com recomendações.
“Todos e qualquer exportador e tudo que seja possíveis exportar para exterior naturalmente o BFA vai acolher os projectos as iniciativas e vai apoiar”, frisou Manuela Moreira afirmando que o crédito não tem como descontinuar porque este é o caminho de Angola e que o BFA vai apoiar.
O Banco de Fomento Angola existe no mercado desde 1990 e conta um milhão e 801 clientes, 166 agências, 16 centros de empresas.
O banco promoveu um “Workshop sobre os desafios dos empresários Exportadores” por altura da realização da 8ª edição da Feira Internacional de Benguela (FIB).