O Banco Económico abriu um segundo balcão de atendimento no Huambo. A agência agora inaugurada no Shopping Xyami assenta num conceito inovador, no qual a digitalização dos serviços assume um papel fundamental. Esta característica está em linha com as novas tendências mundiais da banca, mas acautela, em simultâneo, o atendimento personalizado em todas as situações que seja necessário.
Segundo a nota de imprensa que tivemos acesso, este investimento vai ao encontro do objectivo da instituição de colocar à disposição dos seus clientes estruturas físicas fora de Luanda que possam responder com eficácia às suas necessidades e às exigências de rapidez e de funcionalidade dos seus clientes em qualquer ponto do país.
Nesta agência, tal como na primeira, estão disponíveis todos os produtos e serviços comercializados no retalho para uma oferta completa aos clientes naquela que é uma das cinco cidades mais interessantes em termos de ambiente de negócios em Angola.
Segundo o Banco Económico, o balcão foi criado “para estabelecer uma nova relação entre o cliente e o banco, que seja fácil, intuitiva, flexível e eficaz, na qual a tecnologia e a fluidez digital e humana preenchem o espaço lado a lado”. Explica ainda que “os pontos de contacto são imediatos desde a entrada, um balcão de acolhimento que remete para o self-banking ou que encaminha o cliente para um acompanhamento personalizado, caso seja necessário.
O aconselhamento é uma parte importante na curva de aprendizagem, é a confiança que o cliente procura para abraçar estes novos canais, nos quais se baseia esta nova agência e com os quais nós queremos que os nossos clientes se sintam cada vez mais à vontade e cada vez
mais familiarizados”.
Com esta abertura o Banco Económico expande e alarga a sua rede para 64 balcões no país e aumenta a sua proximidade com os clientes fora da capital. Diversificar para fora de Luanda e apostar no interior do país são dois grandes propósitos da instituição, que está sempre atenta às melhores práticas e à melhor e mais eficiente forma de integrar no sistema bancário a população angolana.
Sobre o Banco Económico
O Banco Económico é uma entidade bancária sólida, competitiva, inovadora e bem preparada para enfrentar os desafios da economia angolana. O banco conta hoje com uma rede de 64 balcões e postos e 11 centros de empresas, numa estratégia de crescimento focada no cliente e na satisfação das suas necessidades com uma oferta universal de produtos e serviços financeiros de excelência. Para tal, desenvolveu áreas de negócio especializadas, que permitem apresentar serviços e produtos totalmente adaptados a cada tipologia de cliente, privado ou empresarial. O banco opera também nas áreas de Gestão de Fundos e Banca de Investimento.
Com a criação das suas diferentes áreas de negócio, o Banco Económico assegura uma total proximidade com os seus clientes, a oferta de produtos bancários diferenciados e inovadores, o apoio de equipas especializadas, bem como instrumentos financeiros para estimular e acompanhar a maior diversificação da economia e promover o desenvolvimento sustentável do país.