O Banco Postal Angola planificou lançar em 2019 duas unidades de negócio para reforçar a sua presença no mercado, segundo o relatório de análise financeira de 2017 a que o JE teve acesso.
De acordo com o documento, a unidade de negócio, denomizado “Comércio & Empresários”, posiciona-se como um complemento ao Xikila Money, com particular foco para a formalização das actividades económicas através de produtos específicos e dedicados a micro e pequenos empresários.
Já o segundo produto a apoiar pelo banco, no caso “Corporate & Personal”, completará o portfólio com um leque de ofertas mais convencionais para prestadoras de serviços, médias e grandes empresas, e ainda particulares com alto rendimento.
No âmbito do seu plano de expansão, durante o ano de 2018, o banco apostou forte no desenvolvimento do Xikila Money, acelerando a expansão nacional, bem como o fomento ao desenvolvimento comunitário.
Actualmente, o Banco Postal, que iniciou a operar em Março de 2017, conta com oito agências e 147 quiosques.
A instituição bancária atingiu um resultado líquido de 4,319 mil milhões de kwanzas e um activo de 10,3 mil milhões de kwanzas, do qual 6,7 mil milhões de kwanzas (65%) é representado por disponibilidades e aplicações financeiras de curto prazo consideradas muito líquidas e 3,1 mil milhões de kwanzas (30%) representado pelos investimentos em imobilizações de natureza corpórea e em soluções tecnológicas core (software).
Quanto ao crédito, até finais de 2017 destinou-se exclusivamente a seus colaboradores, que perfazem um total de 488, a nível das províncias onde estão implantados, sobretudo em Luanda.A instituição alcançou 130,9 mil clientes mercê da rede de distribuição implementada e de uma força de vendas dinâmica e motivada, correspondendo a um total de 130.253 contas à data de 31 de Dezembro de 2017, o que no último trimestre de actividade representou uma média de 650 novas contas por dia.