O Banco Sol tem um activo total líquido de 530 mil milhões de kwanzas, 392 mil milhões em carteira de depósitos e concedeu crédito ao mercado nacional no valor de 194 mil milhões de kwanzas até 2018.
A informação foi prestada pela administradora Executiva, Carla Van-Dúnem, durante o acto de inauguração de duas agências bancárias do Banco Sol, sendo uma localizada no Centro Comercial “Cidade da China”, no município de Viana, e outra no Instituto Superior Politécnico Internacional de Angola (ISIA), em Talatona, Luanda.
A instituição assinou recentemente, um protocolo de concessão de crédito ao consumo, automóvel e habitação com o Fundo de Apoio Social (FAS), através de micro crédito.
De acordo com o presidente do Conselho de Administração do Banco Sol, Coutinho Nobre Miguel, para a concessão de crédito ao consumo o banco tem disponível um “plafond” na ordem dos dois milhões de dólares, automóvel três milhões de dólares e para o crédito habitacional estão reservados sete milhões de dólares.
Segundo apurou o JE, o FAS vai disponibilizar um fundo financeiro no valor de 70 milhões de dólares que será remunerado pelo banco e servirá de garantia líquida imediata. Com base neste fundo o banco fará um exercício de excelência de modo a que a aprovação dos projectos seja célere e sem burocracias.
Coutinho Nobre Migue realçou que o mercado bancário encontra-se numa fase de consolidação na medida em que a crise económica e financeira desde 2014 abalou profundamente este sector o que reduziu a poupança das famílias e os investimentos das empresas.
A instituição propõe para 2019 a consolidação e modernização dos seus serviços, aposta no capital tecnológico e humano, inteligência artificial, assim como a internacionalização do banco. No mercado há 17 anos, o Banco Sol conta com 1.600 postos de trabalho e detém 207 agências em todo o território nacional.