O Banco de Comércio e Indústria (BCI), no decurso do exercício económico de 2017, além de desenvolver a sua actividade nestes parâmetros de actuação do sistema bancário nacional, foi chamado a intermediar um produto criado pelo Executivo, o “Crédito Projovem”, destinado
a financiar projectos de jovens empreendedores inseridos em diversos sectores da actividade
económica, desde micro a médios empreendimentos.
Segundo o PCA, Filomeno Ceita, como forma de prestar melhores serviços aos seus clientes no domínio do sistema de pagamentos, o BCI introduziu em 2017 o cartão de crédito da bandeira Mastercard, em duas modalidades, cartão de crédito puro e cartão de crédito pré-pago designado “moxi”, que permite levantamentos em caixas automáticas e pagamentos em terminais de pagamento automático em qualquer parte do mundo.
No domínio organizacional, o banco adoptou o programa de modernização que está assente na estratégia, processos e pessoas. Com este programa, o banco procurou relançar a sua componente “expansão e sustentabilidade do negócio” mediante a excelência operacional.