O Banco de Desenvolvimento de Angola (BDA) lançou esta semana no Huambo, a campanha sobre cidadania financeira, que visa a promoção do empreendedorismo sustentável pelo uso adequado dos financiamentos obtidos juntos da banca.
Enquadrado no “Programa Diversificar”, o evento realizado em dois dias juntou técnicos do Governo da província, estudantes universitários, empreendedores e jovens afectos as associações juvenis.
O director provincial da Juventude e Desportos, João Calão Figueiredo, considerou o projecto de positivo e oportuno por estar ligado ao empreendedorismo juvenil.
De acordo com ele, “o projecto vai ajudar os jovens a conseguirem seus próprios negócios nas comunidades e criar mais empregos”.
O “Programa Diversificar” tem o objectivo de promover e reforçar o conceito do círculo virtuoso da economia como modelo de uma conduta responsável relativamente ao reembolso dos créditos concedido pela banca.
Com a referida campanha, o BDA aspira estabelecer ligação directa entre a aplicação correcta dos recursos do crédito ao investimento, a capacidade para os reembolsar e a continuidade da disponibilidade de novas oportunidades de crédito.
A educadora cívica do Programa Diversificar do BDA Yolanda Salvador referiu a instituição está a levar a cabo acções de sensibilização à população angolana, no sentido de devolver o dinheiro emprestado pelo banco assim que tiverem lucros para que o banco invista o mesmo dinheiro a mais pessoas interessadas.
Depois do Huambo, os técnicos do BDA seguiram para a província do Bié com o mesmo objectivo de lançar o programa.