O Banco BNI acaba de obter a Certificação Internacional de Qualidade ISO 9001, nas áreas da Prestação de Serviços Bancários de Apoio ao Cliente, para o Contact Center e para a Provedoria do Cliente, que lhe foi atribuída pela empresa Bureau Veritas, uma das maiores empresas internacionais no domínio das certificações.
A obtenção desta certificação resultou de um projecto que teve início em Julho de 2018, tendo durante o período em que decorreram os trabalhos, sido avaliados pela referida empresa de certificação internacional, os processos do Banco BNI.
A certificação ora atribuída, por um lado coloca o Banco BNI no patamar do conjunto das instituições, quer em África quer a nível Internacional, cujo objectivo é o foco permanente na qualidade dos seus serviços e por outro lado reforça o grau de exigência daí resultante, procurando de uma forma contínua e cada vez mais qualitativa satisfazer todo o conjunto dos seus Stakeholders, visando posicionar o Banco para os novos desafios que se colocam à economia angolana.

Fusão
As notícias mais recentes dão conta de negociações avançadas para uma eventual fusão entre o BNI e o Finibanco.
Num comunicado enviado à agência Lusa, o Banco de Negócios Internacional (BNI) sustenta tratar-se de um processo que vai ao encontro dos interesses de Angola.
“Trata-se de um processo que entronca num objetivo nacional cada vez mais assumido pelas autoridades nacionais, que olham para a existência de bancos angolanos fortes e sólidos, capazes de garantirem o património dos seus clientes como um desígnio nacional”, refere o curto comunicado do BNI.
Segundo a nota, o BNI, que adianta ter comunicado o início das negociações à entidade reguladora angolana, refere que é objetivo das duas partes “atraírem para a operação parceiros estratégicos internacionais”.