A consultora Deloitte procedeu nesta quarta-feira (17), em Luanda, a apresentação da terceira edição dos “Prémios Sirius”, cuja gala de distinção acontece em Dezembro deste ano.

O prémio, uma iniciativa que visa reconhecer o mérito e o empenho das empresas e dos gestores das mais diversas áreas da economia angolana, assume-se como um instrumento medidor dos níveis de organização, capacidade de empreender e de inovar.

Segundo disse o responsável da Deloitte Angola, Rui Santos Silva, o objectivo destes prémios é, desde o seu início, incentivar as boas práticas de gestão, a qualificação e os melhores desempenhos de gestores e organizações.

“Esta iniciativa propõe-se identificar os exemplos a seguir, os que mais se distinguiram ao longo de todo um ano, e reconhecer-lhes o mérito. Com o tempo, a excelência estará cada vez mais presente na prática diária dos agentes económicos nacionais”, disse.

Jurado
O rigor na indicação do jurado tem sido uma das marcas dos Prémios Sirius, que segundo a Deloitte são marcas da excelência, da competitividade e do crescimento multisectorial que a economia angolana apresenta, nos últimos anos.

Por esta razão, entre os júris indicados para 2013, a Comissão de Mercado de Capitais (CMC), por via da administradora Vera Daves, foi convidada a integrar este organismo, tendo em conta a preocupação deste instituto com a lisura da informação financeira que se pretende para início da Bolsa de Valores.

Conforme informação da organização, a edição de 2013 dos Prémios Sirius compreende as categorias abaixo:

Prémio Empresa do Ano
Nesta categoria, o jurado deve avaliar a qualidade e o alcance das estratégias e dos projectos, bem como a qualidade, o rigor e abrangência da informação publicada por empresas do sector financeiro angolano.

Para empresa do ano no sector não financeiro, os prémios avaliam a qualidade e alcance das estratégias e dos projectos e a qualidade, rigor e abrangência da informação publicada por empresas do sector não financeiro angolano.

Relatório de Gestão e Contas
A preocupação do júri, no que se refere, ao melhor relatório de gestão e contas, estará em avaliar a qualidade da informação de gestão e financeira que a empresa produz anualmente sobre a sua actividade e performance ao longo do ano anterior.

Melhor Gestor do Ano
No reconhecimento do melhor gestor do ano, os prémios Sirius da Deloitte preocupam-se em distinguir a qualidade, o alcance e a notoriedade do trabalho desenvolvido por um líder de uma empresa ou organização pública ou privada.
 
Responsabilidade Social
O prémio Melhor Programa de Desenvolvimento do Capital Humano avalia a qualidade, o alcance e o impacto dos programas de valorização do capital humano nas empresas, assim como os planos de captação e promoção de talento. Neste âmbito da responsabilidade social pretende-se avaliar também a qualidade e o alcance dos projectos ou iniciativas de responsabilidade social de iniciativa das empresas sejam públicas ou privadas.

Prémio Empreendedorismo
Na categoria empreendedorismo, deverão estar em avaliação os empresários, gestores e líderes de organizações que, pela qualidade, relevância económica do desempenho e contributo, assim como do potencial de futuro ou pelo papel que atribuem à inovação, consigam contribuir para o desenvolvimento de Angola.