A Bolsa de Dívida e Valores de Angola (BODIVA) movimentou, no mês de Agosto, um valor global de kz 64,7 mil milhões, de acordo com o DashBoard publicadona sua página de internet.
Os títulos com prazo de 2020 foram os mais procurado pelos investidores, num mês de Agosto em que o Banco de Fomento Angola (BFA) liderou, seguido do BAI e Millennium Atlântico.
O preço médio dos Bilhetes do Tesouro (BT) estiveram fixados em kz 898,89, enquanto as Obrigações do Tesouro Não Reajustáveis (OTNR) fixavam-se nos kz 91,58. O preço médio das Obrigações do Tesouro Indexado à Taxa de
Câmbio (OTXC) foi de kz 101,37.
O documento electrónico sobre as transacções de bolsa na Bodiva atestam, por outro lado, que no Ambiente Multilateral foram transaccionados kz 53,8 mil milhões ao passo que no Ambiente Bilateral trocaram-se 10,8 mil milhões.
Contudo, Agosto foi menos apetecível se comparado aos kz 72,6 mil milhões do mês de Julho. Naquele período, 58,7 mil milhões foram mobilizados no Ambiente Multilateral e os outros
13,9 mil milhões no Bilateral.
No conjunto dos oito meses (Janeiro a Agosto), a Bodiva mobilizou em títulos e bilhetes um valor
de kz 576 mil milhões.
A seguir aos títulos de 2020 seguem-se os de 2021 e os de 2022 como os com maturidades (prazos de vencimento) mais procurados pelos aforradores.
No I semestre, foram contabilizados, na Bodiva, mais de dois mil negócios que resultaram em transacções verificadas de kz 450,7 mil milhões. Desse total, 379,5 mi milhões foram negociados em ambiente multilateral e 71,2 mil
milhões em mercado bilateral.
O pico mais alto do período em referência foi registado em Fevereiro deste ano.

Produção de petróleo em alta

Tanto a produção de petróleo quanto a de gás natural aumentaram em Julho em relação ao mês anterior e ao mesmo período do ano passado. A produção de petróleo foi de 2,775 milhões de barris por dia (bbl/d), uma elevação de 8,5 por cento frente a Junho e de 7,8 em comparação a Julho de 2018. Foram produzidos 124 milhões de metros cúbicos de gás natural por dia (m3/d), um crescimento de 11,7 por cento frente ao mês anterior e de 7,1 na comparação com Julho/2018.

Nigéria e Arábia saudita puxam Opep

A produção de petróleo da Organização de Países Exportadores de Petróleo (OPEP) aumentou em Agosto, a primeira alta desde que o grupo e seus aliados iniciaram uma nova rodada de cortes de produção no início do ano para sustentar o fraco mercado global. A Nigéria e a Arábia Saudita lideraram o impulso da Opep, que colectivamente aumentaram 200 mil barris/dia para 29,99 milhões por dia, segundo a Bloomberg.