A missão foi liderada pelo presidente do Conselho de Administração, Ricardo Viegas de Abreu, acompanhado de uma equipa de quadros senior da instituição, conforme uma nota de imprensa chegada à nossa redacção.
Nesse “roadshow” internacional, enquadrado no Plano de Acções Imediatas (PAI), que tem como foco a eficácia comercial e a eficiência operativa do Banco, Ricardo D’Abreu e sua equipa contactaram com as principais instituições financeiras bancárias, de desenvolvimento e de promoção de exportações, de Espanha, França, Alemanha e Portugal. De igual modo, estas deslocações visaram o estreitamento das relações institucionais, potenciando o papel de Banco Operador do BPC para o Estado angolano, quer no suporte às operações de financiamento ao programa do Executivo de Investimento em Infra-estruturas, a nível do Programa de Investimentos Públicos (PIP), seja na vertente do desenvolvimento do sector privado, potenciando o segmento das Pequenas e Médias Empresas (PME) e a diversificação das exportações nacionais.
De acordo com o documento, foi também objectivo do BPC, nesses contactos, pontualizar sobre as operações bancárias correntes e linhas de crédito disponíveis para importação de bens, identificar e avaliar as oportunidades de investimentos bilaterais relevantes, e para apoiar a sua concretização.
O BPC busca ainda nesta incursão identificar outras oportunidades de negócio e criar novos conceitos de parcerias com benefícios mútuos, em termos financeiros e de competências, no curto, médio e longo prazo.