O anúncio, esta semana, em Nova Iorque, do aumento das reservas petrolíferas norte-americanas pressionaram para baixo o preço de mercado do barril de Brent, que de 70 esteve a negociar ontem nos 64 dólares.
As reservas dos Estados Unidos, que tem sido um verdadeiro “Calcanhar de Aquiles” para os produtores de petróleo, são os responsáveis pela definição do curso dos preços de lançamento no mercado de commodities.
Apesar disso, países como Angola com uma previsão orçamental para este ano de 50 dólares por barril ainda respiram de certo alívio, embora volta a desconfiança dos mercados e a próxima reunião do cartel Opep já terá mais um assunto por que se debater, em princípio.
As entregas para Abril começam assim em valores mais baixos, após semans em alta referente as entregas do mês de Março.
Contudo, os prognósticos dos vários especialistas é o de que as negoxciações do Brent se mantenham em níveis estáveis, apesar deste revês causado pela subida das reservas dos estados unidos.