As conclusões e recomendações do primeiro encontro que reuniu representantes das câmaras de comércio e indústria das 18 províncias do país, de 11 a 12 de Março, na cidade de Cabinda, vão servir de mola impulsionadora para as políticas de negócios para a classe.

O documento final do encontro sublinha a participação do sector privado na implementação dos programas de reconstrução e desenvolvimento do país, bem como a troca de experiências entre a Câmara do Comércio e Indústria de Angola (CCIA) e a Confederação de Empresários da Noruega (NHO), visando a promoção do sector privado.

O Banco de Desenvolvimento de Angola (BDA), de acordo com o documento, anunciou um novo produto, consubstanciado em brigadas de mecanização agrícola para incentivar esta actividade.

O embaixador norueguês em Angola, Jon Vae, que presidiu à cerimónia de encerramento, reconheceu o interesse das câmaras de comércio em reforçar as suas capacidades de intervenção.

O encontro foi assistido pelo vice-governador de Cabinda para área empresarial, Macário Lembe, que encorajou aos participantes em encontrarem soluções para melhorar as suas actividades e reforçar a cooperação.

O evento contou com a presença do presidente da CCIA e do Conselho das Câmaras em Angola, António dos Santos, do representante da Confederação de Empresários da Noruega, Lars Berge, e do presidente da Associação das Empreiteiras de Construção e Obras Públicas de Angola (AECCOPA), João Nicácio Gomes.

O encontro teve como objectivo avaliar a situação funcional das câmaras provinciais, analisar a capacidade institucional, a cooperação com os governos locais no esforço para melhorar o ambiente de negócios nas províncias, e debater a crise económica e financeira internacional.