O Candando baixou o preço do pão e colocou o carcaça de 45 gramas a 10 kwanzas e o tradicional de 400, também chamado “mata-enteado” a 80, o que aumentou a corrida dos consumidores, uma vez que o produto mantém a qualidade habitual.
Esta acção de proximidade com o seu cliente do Candando é seguimento da sua estratégia de identificação e proposta de soluções às necessidades diárias dos consumidores, aos quais quer os atrair às suas lojas (Talatona e Morro Bento, ambas em Luanda), com oferta diferenciada em preços competitivos.
Recentemente, este hipermercado lançou o Cesto Candando, um cabaz com 26 quilogramas de produtos-base para o dia-a-dia das famílias, por menos de 10 mil kwanzas, onde esão incluídos bens de primeira necessidade como arroz, óleo, açúcar, farinha, feijão, massa, salsichas, só para citar estes.
Desde a sua entrada no sector da distribuição, a cadeia de retalho tem procurado oferecer produtos locais, tendo, neste momento, parceria acertada com várias associações de camponeses nas mais diversas províncias. Através da sua rede de transporte, o Kero vai ao encontro dos produtores e incentiva as famílias rurais a cultivarem os campos com responsabilidade e compromisso de dispôr ao parceiro produtos e elevada qualidade e em quantidade capaz de competir com os outros que chegam do exterior, por via da importação.
Em conversa recente com repórteres desse jornal, os gestores da área de comunicação do grupo defenderam ser o Candando uma empresa de retalho alimentar moderna, que aposta e apoia a produção nacional e se diferencia dos restantes operadores de mercado pela elevada experiencia de compra que proporciona, garantindo o respeito pela cultura tradicional.