O custo da carne bovina, na província do Cunene, registou nos últimos tempos nos mercados informais um aumento devido ao elevado preço praticado pelos criadores de gado.
Este facto resulta do encerramento de talhos e outros locais de venda do produto face à crise financeira.
Só para se ter uma ideia, um quilograma que há seis meses custava 650 kwanzas, actualmente é vendido a 1.500. Apesar da província ser produtora de carne bovina, muitos consumidores optam pelo peixe, preferencialmente o carapau e sardinha. Dada a oferta do produto, o quilo custa entre 500 e 250 kwanzas, na razão de 14 mil a caixa de carapau e 5 mil a de sardinha.
Além da carne de vaca, há também a registar o aumento de outras espécies com realce para a de cabrito e do suíno que são comercializados por 1.300 e 1,200 kwanzas o quilo, sendo que a galinha custa de mil a 1.700.

Cesta básica estável
Os preços dos produtos da cesta básica nos supermercados Nosso Super, Shoprite e Jardim Central, todos na cidade de Ondjiva, continuam estáveis.
O JE soube que a fuba de milho, arroz, óleo alimentar, massa, tomate, leite, feijão, açúcar são os produtos mais procurados naqueles estabelecimentos comerciais.
Por exemplo, um quilo de arroz no Shoprite custa 300 kwanzas. O de feijão 700; o litro de óleo alimentar 400 e a massa 230.
No Jardim Central, a fuba de milho de 25 quilos custa 4 mil kwanzas e o arroz de igual peso está a 6 mil.
No Nosso Super, um saco de 50 quilos de farinha de trigo está a ser comercializado a sete mil kwanzas, a fuba (25 quilos) 4.800 e o arroz (50 quilos) a 19 mil.