Na primeira semana do mês de Agosto, os supermercados não estão com o movimento habitual. As prateleiras têm produtos à disposição, mas os clientes é que estão em menor frequência, pelo menos foi o que verificou a equipa do Hora das Compras na quase totalidade dos cinco (5) espaços que vistou para levantar os preços da semana.
Na lógica do que atrai os olhos, e que por opção ou simples estratégia das áreas de marketing, estão colocadas à entrada os produtos em fase promocionais com baixa de preço.
Frescos, farinhas, frutas e leguminosas são dos produtos que esta semana poderão ir com os clientes a um custo menor que o habitual. A estes também junta-se o tradicional leite UHT, vulgarmente designado de leite em líquido.
Embora não façam parte dos produtos tradicionais, mas de um tempo a esta parte é quase que unânime a visão dos clientes sobre um certo encarecimento dos preços dos cosméticos e produtos de higiene pessoal. O que se constata é que nesse nicho em boa maioria os produtos são importados.

Supermercados descontam dois a três mil kz no mês

O supermercado Alimenta Angola foi o que no mês de Julho em média menos cobrou pelos 24 produtos do levantamento semanal dos preços. No somatório que a equipa do JE efectuou, nas quatro semanas, o Alimenta Angola apresentou uma média de 27.603 kwanzas à frente do Candando que ficou com 28.031 kwanzas. O Shoprite com 29.965, Maxi com 30.103 e Kero com 31.043 kwanzas, são os que se posicionaram por essa ordem no quadro.
A nota de realce vai para o facto de na primeira semana de Julho foi mais barato comprar no Candando. Pelos 24 produtos listados no quadro acima, os clientes pagaram 23.394 kwanzas naquele que foi também o preço mais baixo cobrado por qualquer dos operadores listados no mês. Na segunda (27.078), terceira (29.290) e quarta (26.954) semana foi mais barato comprar no Alimenta Angola. Na última semana do mês, o preço mais baixo foi de 26.954 kwanzas e o mais alto de 31.456 kwanzas (Kero). Na apreciação do quadro do comportamento de preços das semanas, os supermercados em médiadiminuem entre dois a três mil kwanzas no mês. A variação de seis (6) mil kwanzas do Candando foi notória na tabela fixada da primeira para a segunda semana do mês.
IL