No início desta semana, a justiça portuguesa ordenou o congelamento de 30 contas bancárias de Isabel dos Santos, segundo o semanário Expresso, uma medida que terá sido cumprida a pedido das autoridades angolanas. As contas bancárias congeladas são do Millennium BCP, do EuroBic, da Caixa Geral de Depósitos e do BPI.
O bloqueio das contas da empresária ocorre numa altura em que estão em curso a venda de participações de Isabel dos Santos em empresas portuguesas. O processo que se encontra numa fase mais avançada é o da venda da participação no EuroBic, que já foi caucionada pelo banco espanhol Abanca.
Isabel dos Santos está a ser investigada no país por suspeitas de gestão danosa e evasão fiscal num caso relacionado com a petrolífera Sonangol. Foram transferidos 115 milhões de dólares da Sonangol para uma empresa que alegadamente pertence à empresária.
No total, de acordo com a decisão de arresto de bens decretada pelo Tribunal Provincial de Luanda em Dezembro, Isabel dos Santos é suspeita de ter lesado o Estado angolano em mais de mil milhões de dólares em negócios que envolveram a Sonangol, a Sodiam e o processo de compra da Efacec.