A brincar se aprende a poupar”. Assim o Banco Nacional de Angola (BNA) promove, desde 27 de Outubro até domingo (4), em Benguela, a Oficina de Educação Financeira, no âmbito das comemorações do dia Mundial da Poupança, celebrado na quarta-feira, 31 de Outubro.
A campanha de educação financeira do banco central a que se junta a Oficina visa consciencializar as pessoas sobre a importância de poupar para a construção de um futuro sólido e financeiramente seguro.
A oficina de Educação Financeira é um programa que tem como objectivo principal ensinar às crianças e aos jovens a importância de poupar e de gastar o dinheiro com sabedoria, tal é ensinado através de actividades divertidas e didáticas. Esta é a primeira edição da referida iniciativa e a província de Benguela foi a escolhida para marcar o início desta actividade que se pretende levar às outras províncias de Angola.
Esta oficina de educação financeira - “A brincar se aprende a poupar” - proporciona às crianças e aos jovem acesso livre ao espaço, bem como às respectivas famílias ou adultos que os acompanhem, das 9h30 às 17h00.
Em declarações à Angop, a propósito do Dia Mundial da Poupança, o economista Armindo Ginga considerou fundamental a criação de um orçamento mensal, no qual devem ser elaborados os gastos referentes às necessidades básicas, como saúde, educação, alimentação, transporte, a fim de se ter uma reserva de fundos, para projectos a curto, médio e longo prazo das famílias.
O também docente universitário apelou aos pais e encarregados de educação, no sentido de consciencializarem os filhos, desde a tenra idade, sobre a importância da poupança, tendo em vista a projecção do futuro e melhoria das condições socais das famílias.
De acordo com o economista, grande parte das compras compulsivas resultam da falta de educação financeira dos progenitores.
O Dia mundial da Poupança é resultado da sugestão saída do Primeiro Congresso Internacional de Economia, decorrido em Outubro de 1924 em Milão, Itália.