A Bolsa de Dívida e Valores de Angola (BODIVA), publicou no seu website, menu estatística, o relatório do I trimestre, onde se destaca um aumento de 205 por cento no montante negociado, face ao período homólogo.
No período em análise, foram realizados um total de 394 negócios no mercado secundário de dívida pública, o que representa um aumento de 40,7 por cento comparativamente ao período homólogo.
As obrigações do tesouro indexadas ao dólar norte-americano (OTX) representaram mais de 96 por cento do montante negociado, uma vez que os investidores mantêm o apetite pela protecção cambial. Por sua vez, as obrigações do tesouro não reajustáveis (“OTNR”), representaram cerca de 2,91 e os bilhetes do tesouro (“BT”) representaram 1,51 por cento.
O Banco de Fomento Angola (“BFA”), Standard Bank Angola (“SBA”) e o Banco BIC continuam a ser os membros mais activos em termos de negociação, tendo no seu conjunto representado cerca de 79,5 por cento do montante negociado. O BFA, na liderança deste grupo desde o ano passado, contribuiu, no trimestre em análise, com 53,8 do montante negociado. Já o SBA e o BIC foram responsáveis por 16,2 e 10,4 por cento do montante transaccionado, respectivamente.
Neste contexto, a Bodiva atribuiu, na primeira reunião de Membros de 2018, realizada durante o I trimestre, um certificado de mérito ao BFA, por ter sido o membro com maior volume negociado em 2017, atestando assim o seu envolvimento e dinamismo no mercado secundário de títulos do tesouro.