Cerca de 50 mil litros de álcool etílico por dia estão a ser produzidos pela fazenda “Vista Alegre”, localizada no município do Caimbambo, na província de Benguela, com uma extensão estimada em 500 hectares, dos quais 300 estão a ser utilizados para a produção, com realce para
a plantação da cana-de-açúcar.
O proprietário do projecto agro-industrial, Victor Alves, disse que com vista a aproveitar ao máximo “ a melhoria do ambiente de negócios”, a empresa está a adequar as infra-estruturas da fábrica aos novos desafios.
“Por isso, temos realizado investimentos para elevar o ritmo de produção da cana-de-açúcar”, revelou, depois de acrescentar que nesta fase inicial, o álcool será canalizado para as empresas que fabricam bebidas espirituosas bem como para os hospitais.
A iniciativa privada, segundo sublinhou o seu proprietário, “terá os padrões universais aceitáveis  com fortes perspectivas de um dia podermos exportar”.
Victor Alves destacou que o desenvolvimento da agricultura depende “muito” da capacidade produtiva das empresas envolvidas aliada à melhoria do ambiente de negócios.
“Aqui no Caimbambo existem  boas condições, desde a mão-de-obra, terras aráveis e bastante água que nos é trazida pelo rio Cubal”, salientou o empresário.
O fazendeiro revelou ainda que tem em carteira acções para fazer crescer a área de cultivo da cana-de-açúcar dos actuais 300 hectares já plantados para passar para 500 hectares.
Para que esta meta seja alcançada, o gestor informou que irá “recorrer às instituições bancárias para que nos empreste dinheiro para trabalharmos”.
“Queremos contar com o apoio da banca. Nós somos empreendedores. Já investimos com fundos próprios, mas precisamos que a banca continue a apoiar-nos para a aquisição de outros equipamentos e apostarmos no desenvolvimento do sector açucareiro nesta província que tem historial neste tipo de produção”, avançou