A economia angolana entrou nos primeiros seis meses deste ano, para fase de estabilização, depois da recessão registada entre 2016 e 2017, segundo o ministro das Finanças, Archer Mangueira. Este processo, de acordo com o ministro, é resultado das respostas, como a consolidação fiscal e finanças públicas, dadas pelo Executivo às situações que tentaram estagnar a economia do país. Archer Mangueira que falava ontem, em Luanda, na abertura do 9º Conselho Consultivo do Ministério das Finanças, a decorrer até dia 23, afirmou que o Programa de Estabilidade Macroeconómica traçado pelo Executivo está a surtir efeitos, neste ano de 2018. “Decorrido que está aproximadamente metade do ano de 2018, apraz-nos registar o inegável início do processo de estabilização macroeconómica”, observou Archer Mangueira. Com base nos dados publicados pelo Instituto Nacional de Estatísticas, referiu que o PIB real contraiu 2,5% , em 2017, contra 2,6% em 2016. Relativamente ao nível geral de preços, realçou que perspectiva-se uma taxa de inflação na ordem dos 23%, inferior aos 28% previstos no OGE 2018, contra os 23,67 por cento de 2017.