Do total de 390,3 milhões de kwanzas (1,2 milhão de dólares) em dívida assumida pelo Estado em indemnizações aos trabalhadores da extinta Angonave UEE, o Ministério das Finanças pagou já kz 283 milhões (usd 895 mil) relativos a 47 trabalhadores. Restam ainda por pagar outros 107 milhões (usd 338 mil) dos restantes 26 trabalhadores.
Segundo a nota da instituição a que o JE teve acesso esta semana, as liquidações ocorrem no âmbito do processo de indemnização a favor dos ex-trabalhadores da extinta empresa e estão a ser processadas por via do Banco de Poupança e Crédito (BPC).
O documento do Minfin explica também que, por questões de inconformidade documental, está-se a recepcionar faseadamente a documentação na Direcção Nacional do Tesouro (DNT) e junto do Gabinete Jurídico, a fim de proceder-se a instrução de pagamento dos mesmos em falta tão logo esteja regularizada a situação.
As Linhas Marítimas de Angola, U.E.E, designadamente Angonave, então tutela do Ministério dos Transportes, através do Decreto nº 6/78 de 27 de Janeiro, tinha como objectivo o transporte marítimo de longo curso de mercadorias. A sua extinção foi determinada pelo Decreto nº 27/02 de 14 de Maio, que estabelece que a dívida contraída pela decisão seja assumida pelo Estado devendo os ministérios das Finanças e dos Transportes adoptarem os procedimentos necessários para o efeito.