A Repartição Fiscal do Lucapa, na Lunda Norte, arrecadou para os cofres do Estado 2,1 mil milhões de kwanzas, contra os 1,6 mil milhões que havia colectado em 2015. A subida é de 33 por cento, de acordo com o chefe da Repartição Fiscal adstrita à 7ª Região Tributária.
Simão André Muacumbi, em declarações à Angop, salientou que o valor arrecadado resulta do pagamento de impostos de rendimento, patrimoniais,
consumo e de despesas.
De acordo com o responsável da AGT, a actividade da Repartição Fiscal no exercício económico de 2016 pode ser considerado de positivo, pelo facto de terem realizado várias campanhas de educação fiscal em coordenação com a direcção da 7ª Região Tributária.
Os encontros visaram, sobretudo, levar ao conhecimento da população a importância dos diferentes impostos existentes na Administração Geral Tributária (AGT), tendo em conta a perspectiva de elevar a sua contribuição no Orçamento Geral do Estado (OGE).
Simão Muacumbi disse, por outro lado, que a direcção tributária está engajada num diagnóstico que levará a criação de postos fiscais e repartições onde for favorável, de modo a facilitar a população que reside em áreas distantes, para o pagamento dos impostos das actividades exercidas.
Lembrou ainda ser perspectiva deste organismo a extensão da campanha de educação fiscal no presente ano para os demais municípios da província, com vista a informar sobre o processo de pagamento de impostos.
Quanto a taxa de circulação, disse que a repartição recepcionou um número de selos que, com os quais poder-se-á chegar a um montante de cinco milhões e 700 mil kwanzas, isso caso se observe uma elevada adesão dos automobilistas e motociclistas até a data limite para o efeito