Um total de 18 milhões de dólares foram investidos pela Organização Não Governamental checa “People In Need”, nos últimos dez anos, para programas estruturantes no processo da diversificação e fomento da produção agrícola assim como no sistema de educação primária, nas províncias do Bié, Huambo, Huíla e Lunda Norte.
A informação foi avançada ao JE, pela representante da organização em Angola, Klára Jelinková, que dá conta que os programas desenvolvidos, permitiram assistir cerca de 875 mil pessoas desfavorecidas, bem como a construção de 15 escolas e quatro bibliotecas, além do fomento da criação de gado para atracção, charruas e outros inputs agrícolas.
Klará Jelinková salientou que, a par dos programas agrícola e educação a “People In Need” presta apoio directo às comunidades, no domínio da água e saneamento, nutrição e saúde pública.
A representante da People In Need afirmou que a organização vai continuar a desenvolver acções, a nível da província do Bié, com vista a promover o crescimento sustentável junto das comunidades.
Desde a implementação da “People In Need”, no país, há 10 anos, disse Klará Jelinková, o Governo angolano tem também dedicado toda ajuda na estrutura organizacional da ONG, o que tem contribuído para a efectivação das acções programadas.

Sector da Educação

A nível da educação, a ONG disponibilizou à Direcção provincial da Educação, Ciência e Tecnologia do Bié um aplicativo para facilitar o mapeamento das localidades com carência de escolas e arranjar mecanismos para melhorar a qualidade de ensino nas comunidades.
A implementação do projecto visa a aplicação de um aplicativo tecnológico que será instalado em telemóveis e está orçada em 50 mil dólares norte-americanos.
A People In Need fornece assistência humanitária e apoia o desenvolvimento em mais de 20 países.