A fuga ao fisco pode ser apontada como a maior fonte de desestabilização da situação fiscal de um país, pois fomenta a desigualdade, levando a problemas económicos variados. Em Angola o combate a fuga ao fisco é uma das prioridades do Executivo por se considerar de fundamental importância para o fomento da economia nacional.
Recentemente a administradora da Administração Geral Tributária (AGT), Conceição Matos, disse, em Luanda, num encontro com a Confederação Empresarial Angolana, que o desconhecimento da legislação tributária por parte dos empresários nacionais está a estimular a fuga ao fisco.
Segundo a gestora, a ausência de comunicação entre as empresas e a AGT provoca a inobservância dos códigos que regem a administração tributária.
“A falta de comunicação gera um mau estar aos contribuintes, e que devido ao incumprimento ou desconhecimento das leis, sofrem penalizações desnecessárias”, afirmou.
Segundo apurou o JE, a AGT excluiu, recentemente, 174 empresas das 547 registadas da lista dos grandes contribuintes.
Na decisão, publicada num despacho executivo do Ministério das Finanças, são citadas 373 empresas públicas de grande dimensão, entre instituições financeiras e bancárias.
Nesta edição na rubrica a “Voz do cidadão” o JE constatou que os cidadãos angolanos apresentam opiniões convergentes sobre o tema em discussão e apontaram algumas soluções para o combate à fuga ao fisco.
Uma das soluções apontadas para mitigar o fenómeno, é que o Executivo deve procurar aumentar o nível de confiança da população às administrações públicas, por se considerar a razão porquê que “leva à fuga aos impostos sempre que possível”.

Luísa Nanizeyi
Funcionária pública

É uma obrigação o pagamento de imposto. Tanto as empresas quanto o contribuinte normal devem DECLARAR as suas rendas e pagar o que é devido.

Noé Fernando
Bancário

Penso que,  se efectivar com rigor a contribuição fiscal, vai ajudar a economia angolana a crescer. é NOSSO DEVER COLABORAR  para que este paradigma mude.

Fernando Filipe
Funcionário público

Acho que ao incentivar o pagamento, o governo PRECISA se tornar muito mais transparente. penso que há ainda muito trabalho a fazer.

Celso Bráulio
Empreendedor

A falta de confiança no sistema é que faz com que a fuga aos impostos seja tão elevada no nosso país.

Domingos Jaston
Funcionário público

Temos que combater à fuga ao fisco é com base nestas receitas que  podemos alavancar a nossa economia.

Matona Elias
Funcionário público

O estado tem que passar a mostrar o que faz com esse dinheiro passar a apresentar contas no final de cada ano.

Ericson Amado
Estudante

O estado deve passar a monitorizar mais as empresas para que o empresariado se sinta pressionado.

Francisco Manuel
Funcionário público

O governo tem que passar a fazer campanhas de sensibilização à população.