O governador do Huambo, João Baptista Kussumua, valorizou a disponibilidade do Banco Angolano de Investimentos (BAI) em apoiar o desenvolvimento económico da província, através da concessão de créditos aos empresários locais de vários ramos.
Ao discursar na palestra sobre “Politica de crédito no banco BAI: Como apoiar o crescimento e desenvolvimento económico”, o responsável da província explicou que esta disponibilidade resultou de um convite do governo local, que se consubstancia em reforçar, com possíveis ferramentas, os programas de desenvolvimento da economia local.
Realçou que o apoio deverá ser através da concessão de crédito aos empresários, fundamentalmente os dos ramos da agricultura, pecuária, indústria, comércio, transporte e hotelaria, que facilitam o crescimento de qualquer país, tendo, por isso, agradecido a comissão executiva do BAI.
João Baptista Kussumua considerou que o reforço ao financiamento das iniciativas dos produtores locais com créditos menos burocráticos, juros bonificados e virados para o sector primário da economia, com prioridade agricultura, traria certo alívio ao empreendedor fértil de ideias ou de iniciativas.
Referiu que o contributo do BAI pode influenciar, positivamente, na concretização das aspirações do Governo e dos empresários locais, não só para o crédito, mas sobretudo na elucidação das acções estratégicas para alcance dos propósitos de desenvolvimento.
“Para nós o Banco Angolano de Investimento é uma instituição de credibilidade nacional e internacional, de vasta experiência em diversas matérias, entre as quais as de capacitar recursos humanos que estejam integrados directa e indirectamente no circuito dos serviços de dinheiro”, reconheceu.
Afirmou também que, sendo o BAI um banco que opta por uma cultura de excelência, cujo pendor é a mobilização dos recursos humanos em termos de formação e crescimento sustentado, é oportuno submeter à sua visão criteriosa a organização intelectual dos empresários, para que, capacitados sobre a política de crédito, se fortaleça a sua competência actuante.