O novo presidente do Conselho da Administração do Banco de Desenvolvimento de Angola (BDA), Henda Inglês, foi ontem empossado e convidado pelo ministro da Economia e Planeamento, Sérgio dos Santos, a servir melhor os interesses do desenvolvimento económico do país.
O ministro da Economia disse que o BDA está em melhores condições, em termos de qualidade de activos, e tem uma estrutura financeira robusta. Sérgio dos Santos indicou que pelo facto de o Fundo Nacional de Desenvolvimento seja gerido agora pelo BDA, aumenta a responsabilidade da instituição em fomentar a estratégia de desenvolvimento de Angola.
Henda Inglês, nas vestes de empossado, afirmou que entra num banco que já tem um percurso em termos de organização, mas deve agora partir para um quadro que corresponda às exigências do Executivo, em termos da materialização do Plano de Desenvolvimento Nacional.
Como primeiro passo, Henda Inglês vai procurar que os colaboradores do BDA afinem alguns mecanismos internos relativos a processos de crédito e os agilizem, para se corresponder com as expectativas dos empresários.
Quanto ao crédito malparado, o novo PCA disse que o processo está em curso e “devemos ser criativos na resolução de muitos destes problemas”.
Vânia Inácio