O mercado cambial beneficiou, de Janeiro a Agosto, de um valor de 5,88 mil milhões em divisas vendidos pelo Banco Nacional de Angola aos bancos comerciais.
Conforme dados do gabinete de estudos do BPI, avaliando o montante em kwanzas, foram disponibilizados 1,93 biliões.
De concreto, foram já disponibilizados ao mercado, 5,8 mil milhões em dólares e 70 milhões em euros. A média mensal de dólares vendidos é de 725 milhões ao passo que a de euros posicionou-se nos 14 milhões.
Em 2018 e 2017, anos em que se vendeu exclusivamente euros, o banco central havia disponibilizado ao todo 11,4 e 10,9 mil milhões, respectivamente.
Conforme dados do Banco Nacional de Angola, só no mês de Agosto, foram alocados 746 milhões de dólares, menos 90 milhões do que em Julho, mas apenas 5 milhões abaixo da média em 2019.
Os meses de Abril e Julho com 840 e 835 milhões de dólares cada surgem como os que mais valores deram só num período.
Na semana finda, o kwanza manteve-se estável face ao
dólar, tendo apreciado ligeiramente contra o euro, resultante da flutuação no €/usd. Na mesma ocasião, no mercado paralelo, o câmbio dólar kwanzas subiu ligeiramente estando a cotar por 535, mantendo a diferença cambial entre ambos os mercados
em torno dos 46 por cento.
Quanto ao mercado de títulos, segundo um relatório da Comissão do Mercado de Capitais (CMC), o Estado emitiu durante o I semestre de 2019 kz 503 mil milhões em Títulos do Tesouro, 25,9 por cento abaixo dos seis meses anteriores, e 6,00 abaixo do previsto no Plano Anual de Endividamento. Foram emitidos kz 364,6 mil milhões foram emitidos em Bilhetes do Tesouro (BT), mais 20,6 por cento do que o previsto, e 138,4 mil milhões em Obrigações do Tesouro (OT), menos 40,7 do que o planeado. Em relação ao mercado secundário, sob gestão da Bodiva, o volume de títulos trocados registou uma
diminuição de 1,82 por cento face aos últimos seis meses de 2018, fixando-se em 427,1 mil milhões.
Segundo dados disponíveis, até ao momento foram colocados mais de kz 756 mil milhões em títulos da dívida pública o que representa 72,58 por cento do previsto para este ano.
Na sequência da sua política de monitorização dos mercados, o BNA fez saber que a reunião do seu Comité de Política Monetária acontece na próxima segunda-feira, 30, contrariamente ao previsto, que era hoje, sexta, 27.