Se estás próximo de um terminal de multicaixa, introduza o seu cartão, escolha a opção Multicaixa Express (MCX Express) e preencha as informações de conectividade solicitadas com o seu telemóvel. Escolha o código pin de seis dígitos e diz adeus ao seu cartão físico de multicaixa.
Já são mais de 70 mil usuários, que podem juntar até 25 cartões multicaixas do mesmo ou de bancos diferentes, para aceder à sua conta e operar todos os serviços até aqui feitos pelo uso dos cartões, como pagamento, transferências e levantamentos nos terminais sem mais a presença do cartão físico. Os cartões de marca internacional não são aceites na rede.
Já a partir do mês de Agosto, vai-se arrancar com os pagamentos online.
O “Mobile banking” em Angola abre uma nova etapa com a entrada em operações do serviço “Multicaixa Express”, lançado, na última quarta-feira, em Luanda, pela Empresa Interbancária de Serviços - EMIS.
O MCX Express é o novo canal interbancário de pagamentos disponibilizado. A Emis quer que ele seja o mais importante veículo impulsionador da bancarização e da massificação dos pagamentos electrónicos.
De acordo com o presidente do Conselho Executivo, José de Mattos, a inovadora aplicação “Multicaixa Express” oferece uma solução para pagamentos, consultas, levantamentos e transferências através do telemóvel e que lhe permite tê-lo sempre à mão.
“O MCX Express vai permitir ao usuário fazer o pagamento de vários serviços como carregar o telemóvel, pagar facturas, subscrição de televisão e internet, comprar bilhetes de avião, recargas de energia, ao mesmo tempo que permite consultar saldos e movimentos, fazer transferências e pedidos de levantamentos sem cartão”, reforçou.
O gestor da Emis disse que se está a formalizar o lançamento de um novo produto do canal interbancário, no âmbito dos pagamentos electrónicos que se decidiu designar Multicaixa Express, porquanto nos dias de hoje a solução é baseada em cartões.
Lembrou que o produto “MCX Express” vai passar por várias etapas e que, neste momento, esta-se só na primeira que funciona com as modalidades antigas, como pagamentos de contas de água, energia; consulta de saldos e transferências.
A engenheira Mejidy Lúlio explicou que para poder utilizar o canal MCX Express não há custos associados, nem são cobrados quaisquer comissões pelas operações realizadas na aplicação, mas será preciso ter-se saldo de dados activo ou ligação de internet por uma rede Wi-fi.
Dados da Emis, disponíveis da sua página de internet, referente ao mês de Março, dá conta do registo de 4,72 milhões de cartões activos de um total de 6,31 milhões válidos. Comparativamente aos 4,72 milhões válidos, há uma subida de cinco mil cartões.