O pão é uma excelente fonte de energia. Nutricionalmente, pertence ao grupo dos cereais e é um fornecedor nato de minerais (sódio e potássio), vitaminas do complexo B (B1, B2, B5), fibras e hidratos de carbono (amido) de absorção lenta. Não é por acaso que este alimento está na mesa na primeira refeição e ao longo do dia. Esta composição ajuda a regularizar os níveis de açúcar (glicemia) no sangue, auxilia o trânsito intestinal e garante a sensação de saciedade.
O hábito leva-nos a optar pelos sabores de sempre, tais como fiambre, queijo, manteiga, doce de goiaba ou até mesmo com as carnes brancas e vermelhas, que muitas vezes aumentam as calorias do pão. O pão pode ter outros sabores acompanhado com orégãos, tomate, alho, cebola e azeitonas. A pensar em si e na sua família, o pão poderá ainda ser mais apetecível se lhe juntar com especiarias, como ervas aromáticas ou fruta. Assim, adicionar orégãos, canela, passas, leite ou mel dá garantias que se ingere menos bolos, folhados ou croissants, que, geralmente, têm maior valor calórico. A oferta local de trigo, fez com a carestia do pão, observada há meses, tivesse um ponto final. Nestes dias, o preço oscila entre os 20 e os 60 kwanzas para aqueles de feitura normal (não dietéticos).