De semana em semana, os cinco (5) supermercados de que são levantados os preços acentuam a disputa entre si pela conquista dos clientes. Os preços dos produtos que integram, sobretudo, a cesta básica são os que mais se evidenciam nessa saga.
Esta semana, conforme se vê no quadro acima, embora com menos dois produtos (chouriço e fuba de milho), os quais podem ter peso no custo final do agregado de 24 produtos, o operador Alimenta Angola foi quem apresentou os preços mais baixos.
Os supermercados, nalguns casos, venderem produtos a preços mais baixos que os mercados informais e também naqueles que estão já em processo de formalização.
Por exemplo, o quilograma de feijão é uma boa amostra de tal facto, o que deverá traduzir-se numa aproximação dos clientes aos operadores da rede de retalho nacional ao invés do recurso aos mercados e bancadas de rua, que, tradicionalmente, boa parte das famílias opta por fazer.
Sobre os preços da semana passada publicados nesta secção, em relação ao Alimenta Angola, a empresa alega que os mesmos estavam desajustados. Pelo facto, esta equipa pede as mais sinceras desculpas aos lesados e reitera a aposta de servir os consumidores e leitores com rigor e verdade.