A empresa angolana de Assessoria e Consultoria Financeira, Hithovinga, prepara para o presente ano, o lançamento de uma plataforma electrónica de Informações Financeiras e Contabilísticas .


De acordo com a gestora da empresa, Deolinda Ferreira, que falava ao JE, acrescentou que a plataforma vai disponibilizar informações relacionadas, fiscalidade, análise de rácios, formas de processamento de salários, entre outras.
Em formato de “website”, disse a gestora, a plataforma vai disponibilizar as informações de forma gratuita, e estará aberta ao público em geral, e acessível a partir de qualquer ponto do país.
Sem avançar a data de lançamento, Deolinda Ferreira garantiu que a empresa já tem estado a “ensaiar as informações” divulgando através da sua página nas Redes Sociais, como Facebook e Instagram, e por meio de uma linha de atendimento telefónico
que tem disponível.
A plataforma, disse a gestora, vai estar em português e inglês e que estará em nome da sua empresa, vai ser uma ferramenta essencial para todos os operadores económicos que precisarem de informações financeiras e contabilísticas para variados efeitos.
Deolinda Ferreira disse ainda que a iniciativa de criação da mesma plataforma deve-se com o facto de o mercado estar a registar um aumento considerável de empresas que actuam no sector da Contabilidade e Auditoria, e com esta acção, a Hithovinga quer destacar-se entre as demais.
Com a criação desta plataforma, a gestora acredita que as Pequenas e Médias Empresas possam tirar maior proveito, em irem consultar, sempre que necessário, informações contabilísticas e financeiras, porque, muitas delas não possuem, grandes Departamentos de Contabilidade.
Deolinda Ferreira vê a necessidade de manter informado o mercado, em matérias de Contabilidade e Finanças, como sendo também uma responsabilidade que recai às empresas que actuam nesse sector, disse.

Desafios de crescimento

Ao falar dos desafios de crescimento da sua empresa para 2019, Deolinda Ferreira mostrou-se optimista, pois apesar de algumas incertezas do mercado, disse, mais vale manter-se preparada para corresponder aos desafios futuros.
Este optimismo, assegurou a gestora, é justificado por várias razões, começando pelo número de empresas que crescem no país, e que poderão solicitar serviços de contabilidade e finanças, a política de preços cómodos que a empresa mantém desde a sua abertura e a capacitação permanente dos seus técnicos.
Nesta altura, fez saber Deolinda Ferreira, a empresa conta com seis técnicos nacionais efectivos, dois colaboradores expatriados, de nacionalidade portuguesa, esses que actuam na elaboração de trabalhos mais complexos, como análise de risco de crédito e micro-finanças.
Trabalhar com as PMES, disse Deolinda Ferreira, traz um grande conforto à sua empresa, pois que a estas, a empresa oferece um pacote integrado de soluções, que vão desde a Consultoria e Gestão, Consultoria Contabilística e Fiscal, Consultoria Financeira e de Recursos Humanos, até à Gestão de Stocks.
E estes serviços, prosseguiu, no mercado angolano, fazem parte do leque das grandes empresas de Contabilidade, “mas nós somos uma pequena empresa e oferecemos todos eles”, acrescentou.