O preços dos produtos básicos nos mercados continuam a registar alta significativa de semana em semana, sobretudo nos armazéns grossistas a nível da cidade de Luanda.
Numa ronda que efectuou a equipa do “Hora das Compras”, foi possível notar que, por exemplo, uma caixa de entrecosto e febra que em Março custava nove mil kwanzas, em Abril passou para 13 mil e em Maio, até estes dias, vende-se ao preço de 17 mil kwanzas. A subida em menos de três meses foi de aproximadamente 100
por cento.
Como o entrecosto, a caixa de coxa de frango também mostra a mesma variação, tendo saído de cinco mil para sete mil kwanzas. O peixe de raro que está, é ainda mais difícil de se comprar.
Na conversa com as revendedoras da zona do Dangereux, município de Belas, distrito de Nova Vida, as mesmas dizem que diante dos preços também elas mesmas reduziram as quantidades de aquisição, uma vez que os clientes também são poucos.
De acordo com as mesmas, nota-se uma ligeira escassez no aparecimento do ovo e outros produtos de origem animal, situação que está a gerar a subida, porquanto, no caso delas, buscam o lucro, mínimo que seja para dele tirarem o necessário para o sustento das famílias.
A situação dos produtos animais também é verificada no preço do feijão, produto de elevada procura, até na zona da BCA, tido como o espaço de Luanda onde são comercializados a preço mais baixo os bens alimentares.