Esta semana, a nossa tradicional visita aos supermercados deparou-se com o cenário já habitual de mais enchente e mais pressão aos multicaixas e caixas de atendimento.
No entender dos lojistas e distribuidores, o período que se segue ao do pagamento de salário, que já se observa, sobretudo aos funcionários de empresas privadas, é de elevada pressão.
Daniel Francisco, subgerente de uma das lojas do grupo Shoprite, em Luanda, disse que, apesar de se observar uma maior procura, não houve aumento de preços. Por um lado, porque não há razões para tal situação, por outra, conforme concorda, há também nestes dias maior fiscalização por parte das equipas de inspecção do Ministério do Comério o que retrai qualquer comerciante que queira optar pelo lucro fácil. Todavia, o subgerente explicou que também é normal nessa fase do mês existir menos promoção ou baixa de preços nos produtos, pois os clientes têm ainda um certo poder de compra e os supermercados dispõem dos produtos básicos em stock.