Mesmo tratando-se de concorrência desleal, pois, que as senhoras do sector informal, vulgo zungueiras, enchem as filas dos supermercados nas promoções, para compararem em grandes quantidades e revenderem a preços um pouco mais altos, nota-se que a oferta de bens de primeira necessidade é estável.
Pode-se afirmar que a auto-regulação dos preços está a combinar com a adoptada pelos Ministérios das Finanças e do Comércio quando decidiram vigiar os preços de determinados bens, com primazia absoluta para aqueles que integram a cesta básica.