A Associação de Seguradoras de Angola (ASAN) esclareceu, através de uma nota enviada ao JE, que o valor de kz 135,5 mil milhões corresponde ao volume dos prémios e não aos lucros deste conjunto de seguradoras.
Os prémios destas 15 seguradoras representam 99,48 por cento da totalidade do mercado, de acordo com os dados anunciados pela Arseg.
A referida nota esclarece que tais valores são mesmo prémios e não facturação como por erro de interpretação foi publicado numa das edições deste Jornal.
A ASAN serviu-se assim da referida nota enviada à redacção para no exercício do seu direito corrigir por via de rectificação, nos termos da lei, de acordo com o que prescreve o artigo 73º da Lei de imprensa que tem a ver com as diligências prévias relativas ao Direito de Resposta e Retificação.
A informação dava conta que o Mercado de Seguros continua, até ao momento, a apresentar um grau de concentração muito elevado. Tal quadro traduz-se num peso relativo das cinco (5) maiores seguradoras da amostra com 77 por cento do valor dos prémios, outras cinco (5) com de 17,9 e um terceiro grupo também de cinco (5) seguradoras com 5,1 por cento,
respectivamente.
Os ramos com maior peso relativo continuam a ser Saúde, Automóvel e Acidentes de Trabalho, com pesos relativos de 41,6, 16,9 e 12,1 por cento. A seguir, o ramo com maior peso é o da Petroquímica 9,7 por cento.