A receita realizada, incluindo a do Instituto Nacional de Segurança Social (INSS) que foi de 5.208.919,1 mil milhões correspondeu a 118,9 por cento das entradas previstas na actualização orçamental, fortemente influenciada pelas receitas correntes arrecadadas, sobretudo pelas petrolíferas.

Como se constata no relatório, as receitas correntes arrecadadas totalizaram 4,6 mil milhões de kwanzas, correspondendo a uma contribuição de 89,9 por cento das receitas encaixadas, tendo a petrolífera contribuído com 71,9.

As receitas de capitais, no valor de 526.3 milhões registaram uma participação de 10,1 por cento no total da receita realizada com maior peso vindo da receita de financiamentos.

Assim, do total da receita realizada destaca-se a petrolífera com um nível de arrecadação de 136,3 por cento, que mais uma vez registou um bom desempenho, influenciado pelo preço do petróleo bruto no mercado internacional que foi de 100,13 dólares/barril (o preço previsto no OGE revisto foi de 68,72 dólares/barril).

As outras receitas correntes com um nível de arrecadação de 112,6 por cento e contribuição de 17,7 o e a receita de financiamento com uma realização de 66,1 e nível de participação de 10,1 sobre a receita total.

A análise da receita arrecadada no exercício de 2011 comparativamente a 2010, destacam-se as petrolíferas com um aumento de 95,1 por cento, a diamantífera com um aumento de 48,8 e ainda as receitas de financiamento com um aumento de 60,7.

Execução da despesa
A despesa realizada incluindo a do INSS foi de 4,3 mil milhões de kwanzas, correspondendo a 98,4 por cento da despesa prevista na revisão orçamental.

Em 2011 as despesas realizadas superaram em 18,1 por cento, as de 2010 que naquele exercício alcançou 3,1 mil milhões de kwanzas.

As despesas correntes no valor de 2,7 mil milhões de kwanzas foram executadas em 98,2 por cento, tendo uma participação de 64,7 por cento no total das despesas, destacando-se o maior peso das despesas com pessoal (20,1 por cento) e dos subsídios e outras transferências (21,4 por cento), que incorpora os subsídios a preços e para cobertura dos custos operacionais.

As despesas de capitais cifraram-se em 1,5 mil milhões de kwanzas com um nível de execução de 98,7 por cento e uma participação de 35,3 no total das despesas sendo o peso maior o das transferências de capital e das amortizações de passivos financeiros, com 100 e 99 por cento, respectivamente, tendo esta última contribuído com 17,3.