A campanha “Diversificar” do Banco de Desenvolvimento de Angola (BDA) sensibilizou, em quase dois meses, mais de 35 mil agentes económicos, no intuito de incutir conduta responsável em relação ao reembolso dos créditos concedidos pela banca.
Em declarações à imprensa, recentemente, no final da cerimónia de apresentação dos propósitos da campanha aos funcionários do Ministério dos Transportes de Angola, o supervisor de equipa do Programa de Sensibilização do BDA, Carlos da Silva, sublinhou a relevância do programa em torno da necessidade do financiamento da economia.
“O fundamento do programa é sensibilizar as pessoas no âmbito da educação financeira. Nós vivemos períodos em que muito se fala do incumprimento bancário, então o programa foi criado exactamente para educar a população, no âmbito da boa cidadania, para a importância do retorno dos financiamentos que os bancos concedem”, disse.
Na ocasião, Carlos da Silva, reforçou a necessidade de consciencialização do reembolso no caso de solicitação de um empréstimo à banca.
“É importante que as pessoas saibam que os bancos estão disponíveis no nosso mercado para essa questão dos financiamentos e o que nós queremos é que os empreendedores tenham conhecimento que, quando usarem os empréstimos é necessário o reembolso”, esclareceu o técnico do BDA.
A campanha Diversificar, lançada em Julho último, visa promover e reforçar o conceito de círculo virtuoso da economia, como modelo de uma conduta responsável, relativamente ao reembolso dos créditos.