Os resultados de arrecadação dos impostos pela VI região tributária (que engloba as províncias do Cunene e Cuando Cubango), no decurso do I trimestre do ano em curso demonstram o cumprimento de 17 por cento dos 25 previstos para o período em análise. Segundo apurou o JE, o relatório do comité de receitas da VI região tributária, realizado recentemente em Ondjiva, avaliou os relatórios sínteses de cada área que pontualizaram a receita alcançada, as perspectivas para o próximo trimestre, os constrangimentos encontrados, a receita por alcançar e a dívida tributária. O encontro foi presidido pelo director regional interino e coordenador do referido Comité, Osvaldo Mixinge, que recordou aos presentes que o objectivo dos comités é catapultar a receita regional. Entre outros assuntos, o encontro teve como agenda a aprovação da acta da reunião anterior, a análise do grau de cumprimento das recomendações, a avaliação da arrecadação de receitas relativa ao I trimestre deste ano, as acções a desencadear para o alcance das metas previstas e a análise do modelo de relatório síntese. A VI região tributária, que corresponde as províncias do Cunene e Cuando Cubango, é um dos sete serviços regionais da Administração Geral Tributária (AGT), organismo que tem por missão fundamental propor e executar a política tributária do Estado assegurando o seu integral cumprimento. Tem ainda a missão de administrar os impostos, os direitos aduaneiros e demais tributos que lhe sejam atribuídos, bem como estudar, promover, coordenar, executar e avaliar os programas, medidas e acções de política tributária.