A taxa de inflação do mês de Janeiro, medida no consumidor da cidade de Luanda, fixou-se nos 17,88 por cento. O indicador mostra-se bem abaixo das taxas homólogas de 2018 (25,11 por cento) e 2017 (40,39) numa clara confirmação das expectativas do Governo que previu alinhar o marco de um dígito para até 2022. para este ano estima-se fechar a inflação em torno dos 15 por cento. O documento do Instituto Nacional de Estatística (INE) retomado pelo BNA explica que em termos de variação acumulada, a inflação em Janeiro situou-se em 1,11 por cento, sendo que esta mesma cifra representa também a variação mensal. Comparativamente a 2018 (1,39), 2017 (2,29) e mesmo com 2016 (3,43) é notória a tendência decrescente, num claro sinal de recuperação do poder de compra das famílias e de certa estabilidade cambial e monetária.
Do ponto de vista do consumidor nacional, a inflação em Janeiro situou-se nos 18,22, com uma variação mensal e acumulada de 1,14 por cento, respectivamente.