O Administrador-Delegado da Saham, Philippe Alliali, garantiu nesta quinta-feira ao JE que a sua seguradora prevê facturar perto de 30 mil milhões de kwanzas até ao final do ano. O Administrador-Delegado que se apoiou aos indicadores económicos do negócio, explicou, que até à presente data, já facturou 17 mil milhões de kwanzas, cerca 34 por cento da previsão anual deste ano, contra os 21 milhões do ano passado. Até ao final do ano, a meta é facturar 30 mil milhões de kwanzas. Actualmente, a empresa conta com uma carteira de negócios estimada em mais de 120 mil clientes particulares e perto de cinco mil empresas, o que coloca em segundo lugar no mercado, depois da seguradora estatal ENSA. A empresa actua sobretudo nos segmentos automóvel, incêndio e saúde, onde controla 22 por cento do mercado segurador.

Expansão
Além de Luanda, a seguradora está presente nas províncias de Cabinda, Zaíre, Benguela e Huíla, totalizando 24 pontos de venda e 10 agências.
A nível do continente, a empresa está em 34 das 54 países africanos na qual Angola, Marrocos, Costa do Marfim e África do Sul lideram o mercado.

Indemnização
O Administrador-Delegado garantiu que a seguradora vai pagar uma indemnização milionária estimada em 100 milhões de dólares à Rede de Super Mercados Shoprite, para fazer face ao incêndio da loja do Palanca em 2014.
Além dos fundos próprios, a empresa vai recorrer as resseguradoras de modo a dar resposta ao sinistro, que entra na lista das maiores indemnizações feitas pela empresa na região.
Segundo explicou, em países como a África do Sul, a seguradora já pagou indemnizações mais inferiores a 100 milhões de dólares.
O gestor explicou, que empresa, recorre ao mercado externo para fazer resseguros dada a inexistência de liquidez para ressegurar um cliente desta dimensão no mercado internacional.

Previsões
Para o próximo ano, a meta é alterar a desiganção da empresa da Saham para Sanlam Grup de modo a adequar a designação regional.
Além desta alteração, prevê introduzir novos serviços com destaque para seguro agrícola entre os principais produtos um pouco por todo o continente e seguro de vida.