A 7ª região tributária arrecadou nos primeiros cinco meses do ano em curso, mais de 4 mil milhões de kwanzas, montante que representa um crescimento de 20,08 por cento em relação a igual período de 2017, que foi de 677 milhões 337 mil e 320 kwanzas.
A campanha de venda de selos da taxa de circulação de 2017, iniciada em Janeiro, permitiu a arrecadação de 71 milhões 796 mil 050 kwanzas, que corresponde a 77,92 por cento da meta prevista para a toda a 7ª região, de 92 milhões 134 mil 550 kwanzas.
Esses dados foram analisados, em meados do mês transacto, pelo IV comité de receita da 7ª região tributária, onde participaram os comandantes das unidades fiscais das três províncias e os chefes de departamento, de delegações aduaneiras e de repartições fiscais dependentes.
O director do serviço regional tributário, Inácio Mourão, realçou a necessidade dos gestores e técnicos cumprirem escrupulosamente com as normas e procedimentos na execução das suas tarefas e trabalhar com zelo e dedicação, em função dos objectivos superiormente definidos.
No encontro, os gestores analisaram o andamento da campanha de reconversão da informalidade económica e alargamento da base tributária em curso a nível regional e que destacou alguns técnicos no município de Lucapa, província da Lunda-Norte, com o objectivo de potencializar a receita e cadastrar novos contribuintes.
A Sétima Região Tributária é um dos sete serviços regionais
da Administração Geral Tributária (AGT), e compreende as provincias da Lunda Norte e Sul e Moxico.