O presidente da Comissão Executiva do Banco Económico (BE), Sanjay Bhasin, disse que a recente atribuição do rating B3 da Moodys para depósitos em moeda nacional ao banco confirma a solidez das principais áreas estratégicas de actuação do banco, sobretudo em matérias de modelo de governação, gestão de risco e capacidade de controlo interno, no actual desafiante contexto económico de Angola.
Para o bancário, “esta avaliação também nos permite identificar as recomendações de melhoria para a consolidação de outros aspectos nucleares da gestão financeira do banco, para atingir níveis mais elevados de notação financeira. Este rating traduz o resultado do esforço constante realizado nos processos de melhoria contínua da sua operação bancária e da sua capacidade de prestação de contas, agora avaliados por uma instituição financeira independente global”, disse.
Com isso, o BE assume um posicionamento de mercado centrado numa forte estratégia de segmentação de clientes e no desenvolvimento de produtos e serviços customizados e inovadores para particulares e empresas.