A mudança climática que ocorre em Maio e faz descer as temperaturas a partir da segunda quinzena do mês, também pode ser um período menos quente para os preços.
Mas esta semana, o JE foi aos arquivos e rebuscou o que se cobrava há um ano pelos produtos que elegeu e tem acompanhado semanalmente o seu comportamento nas prateleiras. A conclusão sempre fica sob responsabilidade do leitor, mas a equipa do “Hora das Compras” admite algum susto, porquanto a verdade é que os preços manifestam clara queda.
Na maioria dos produtos, que são também objecto de fiscalização do Governo, através do Instituto de Preços, órgão afecto ao Ministério das Finanças, há a sensação de redução de preços sem contar as sucessivas campanhas de promoções (do tipo paga um leva dois), que nas épocas de fim de um mês e início de outro sempre são feitas pelos supermercados.
Vê com atenção e tome a melhor decisão no momento de decidir o que comprar, onde e quais os melhores preços.