Em representação do presidente do Conselho de Administração da Utip, Norberto Garcia, Eusébio Sapalo, consultor interno da Apiex, disse que o projecto vai contribuir na redução da taxa de desemprego no mercado nacional com a criação de 412 postos de trabalho directos, dos quais 300 para os angolanos
e 112 para expatriados.
“A meta é desenvolver projectos que respondem ao Plano Nacional de Desenvolvimento 2013-2017, no sector da saúde, melhorar a saúde da população angolana de modo a estimular os índices de desenvolvimento humano”, disse.
Por sua vez, o sócio-gerente da Sociedade Tchittue Living One Business, José Tchittue, disse, que o objectivo é investir na construção de um complexo hospitalar, integrado por Universidade com 60 salas de aula, residências de apoio à clínica, Laboratório para o desenvolvimento de suplementos nutricionais e alimentares, produção de cosméticos, restaurante vegetariano e centro de hemodiálises com capacidade para 300 camas.
O investimento a ser construído no município de Viana, em Luanda, tem o início previsto para os próximos três meses e deve ser executado num período de 18 meses e abranger uma área, num espaço de 21 mil metros quadrados.
A clínica terá equipamentos para combater o envelhecimento bem como um laboratório para a produção de xarope e cosméticos numa linha de produtos naturais.
Quanto a formação de quadros, o responsável fez saber que a instituição se vai ocupar, igualmente, na formação de médicos no ramo da medicina natural, medicina convencional e naturopatas.