Os gestores bem-sucedidos possuem características peculiares que os identificam e a gestão torna-se para tal um papel amplo, com uma série de responsabilidades e desafios que precisam ser abordados para uma melhor compreensão sobre a sua importância nas empresas. Uma gestão bem sucedida exige que se tenha um leque de competências. Neste particular, propõem-se oito competências-chave para identificar um gestor de sucesso:
1. Foco em resultados: os gestores de sucesso sabem que no final do dia o que importa não é o que se faz, mas o que entrega no final da jornada. O foco nos resultados é saber quais actividades são necessárias para entregar os resultados esperados , manter os resultados no caminho certo e reduzir a possibilidade de distrações neste percurso;
2. Gerência de mudanças: os líderes regularmente estabelecem requisitos para a mudança. Esta pode ser em termos de processo, pessoas, serviços, formas de fazer as coisas e outros. Enquanto os líderes definem a orientação geral, os gerentes são as pessoas que precisam fazer a mudança acontecer. Isso os obriga a superar os obstáculos que, sem dúvida, vão aparecer ao longo da sua gestão;
3: Planeamento: os gestores não têm o luxo de ter apenas uma coisa a fazer. Eles têm que gerir dinheiro, pessoas, processos, projectos, relacionamentos com os clientes e consigo próprio. Isto requer que eles sejam capazes de planear de forma eficaz para obter os melhores resultados possíveis;
4. Desenvolvimento de equipas: os gerentes não podem fazer tudo sozinhos. Eles precisam de uma equipa em torno deles que possa ajudá-los a produzir resultados e reconhecem que o desenvolvimento da equipa é uma actividade contínua. As pessoas vêm e vão das equipas e a dinâmica que isso cria precisa ser gerida. Muitos membros destas querem progredir, para isso, é importante criar oportunidades de crescimento e desenvolvimento;
5. Gestão de risco: todas as áreas de negócios enfrentam ameaças e os gestores precisam tornar-se competentes para identificar e responder aos riscos. Estes riscos podem variar da perda de pessoas-chave à questões de saúde e segurança. Eles reconhecem a importância de identificar e responder aos riscos de maneira proactiva;
6. Tomada de decisão: até que uma decisão seja tomada, nada acontece. Gerentes que procrastinam são uma fonte de frustração para os funcionários. O pessoal nem sempre gosta ou concorda com a decisão que faz, mas eles vão preferir que tome uma decisão ao em vez da sua procrastinação;
7: Comunicação: os gestores de sucesso são comunicadores eficazes em três áreas e oradores eficazes e podem expor os seus pontos de forma clara. Também são eficazes na transmissão de mensagens escritas. Finalmente, eles são ouvintes eficazes e devem estar dispostos a ouvir todos da empresa;
8. Foco no atendimento ao cliente: os gestores de sucesso reconhecem que eles têm clientes, mesmo quando não estão a trabalhar directamente com o consumidor final ou usuário do produto ou serviço;
9. Investir em preparação e qualificação constantemente: Conhecimento nunca é demais. E para um bom líder, procurar ser melhor e mais qualificado, é essencial;
10. Cuidar e proteger os seus funcionários: um gestor eficiente é aquele que conhece e protege os seus funcionários. Quando ele sente que o líder se preocupa, ele se dedica até mesmo além do que o seu salário pagaria.