O ministro do Urbanismo e Habitação, Diakumpuna Sita José, disse hoje, no Dundo, província da Lunda Norte, que o país vai ter, nos próximos quatro anos, um acréscimo populacional na ordem de um milhão e trezentos habitantes.

Sita José teceu estas considerações quando discursava no acto de abertura do Seminário Regional sobre o Lançamento Simbólico do Programa de Urbanização.

Referiu que o fórum visa especificamente fazer uma apreciação das condições de arranque do processo de implementação da estratégia global de constituição e urbanização das reservas fundiárias com ênfase na promoção dos programas habitacionais do interesse social.

Sublinhou que são estas necessidades reais para as quais o país se prepara e o Estado deve liderar o processo de promoção da habitação para todas as camadas sociais angolanas sem exclusão, a partir daquela família que dificilmente pode realizar economia para aplicar na construção de uma casa própria.

"Então, se a necessidade é de um milhão a sociedade angolana deve se mobilizar internamente e depois organizar espaços para que as parcerias internas como externas possam encontrar também o seu envolvimento para ajudar Angola a desenvolver.