A assessoria financeira é um tipo de serviço prestado por empresas ou profissionais altamente especializados a pessoas físicas ou jurídicas com a finalidade de ajudá-las a tomar decisões de cunho financeiro, como em determinada oportunidade de investimento, estudos de viabilidade económica e ainda ajudar a reduzir o endividamento e construir ferramentas de controlo de fluxo de caixa, se, por exemplo, o custo de capital da empresa estiver excessivamente caro.
Este modelo de gestão nos ajuda ainda entender o nível da saúde financeira da empresa, se vale a pena fazer investimentos bancários ou em imóveis, entre outros auxílios melhor detalhados adiante. A necessidade do uso do serviço de assessoria financeira é decorrente da dificuldade de muitas empresas ou até famílias em conhecer a fundo as peculiaridades do mercado e do gerenciamento do fluxo de recursos, de forma a atingir os seus objectivos de modo mais seguro.
Geralmente, as empresas não dispõem de uma equipa de profissionais especializados em gestão financeira devido ao seu alto custo, e, além disso, o principal gestor não pode desviar o foco da sua atenção do dia-a-dia da empresa para realizar análises complexas de dados de caixa. Tal restrição é ainda mais forte para as famílias.
Os profissionais autónomos ou empresas de consultoria que prestam assistência para tomada de decisões na área financeira oferecem o serviço a um custo acessível pelo facto de usar a mesma estrutura e equipa de profissionais para diversos clientes.
A execução do serviço de assessoria, geralmente, é feito em três etapas:
1. Diagnóstico - a consultoria solicita os dados de caixa e de outras naturezas que possam impactar no desempenho da empresa;
2. Análise dos dados - o cálculo dos indicadores de desempenho financeiro usando como matéria prima os dados de caixa recebidos da empresa;
3. Intervenção e manutenção - estabelecimento de medidas de correcção para saneamento financeiro, em caso de necessidade, ou de expansão dos negócios de forma embasada em resultados de modelos matemáticos amplamente testados.
Para isso, o gestor deve definir em conjunto com a assessoria financeira quais os investimentos e fontes de financiamento usar para possibilitar sua expansão no mercado.