O Chefe de Estado, José Eduardo dos Santos, discutiu quinta-feira, em Luanda, com o presidente do Conselho de Administração do Banco de Desenvolvimento da China, Chen Yuan, a possibilidade de um financiamento de mais de mil milhões de dólares, principalmente, para o fomento da actividade agrícola.

O facto foi anunciado à imprensa pelo banqueiro chinês, à saída de uma audiência com o Presidente José Eduardo dos Santos.

Segundo Chen Yuan, chegado quinta-feira ao país para uma visita de dois dias, o encontro serviu para o aprofundar da cooperação nos sectores agrícola e financeiro, bem como no domínio das infra-estruturas.

“Estamos prontos para conceder a linha de crédito avaliada em mais de mil milhões de dólares, mas pensamos que o montante é insuficiente e que poderá ser aumentado para atender as necessidades concretas de Angola nos domínios da agricultura, produção de cereais e processamento de produtos agrícolas”, sublinhou.

Informou que as partes, angolana e chinesa, vão iniciar negociações em breve e que ainda este ano poderão ser concedidos os financiamentos de projectos concretos no país.

Disse ter plena confiança no Governo de Angola e haver “muito boas” perspectivas de cooperação.

Para o presidente do Conselho de Administração do Banco de Desenvolvimento da China, a crise financeira internacional deve ser aproveitada para aumentar e reforçar a cooperação entre países em desenvolvimento, como Angola e a China.

Assistiram à audiência o presidente da Comissão de Reestruturação da Agência Nacional de Investimento Privado (ANIP), Aguinaldo Jaime, e o embaixador angolano na China, João Bernardo.