Livrar-se da rigidez do relógio de ponto, do salto alto e da gravata, da pressão do chefe e das horas perdidas no trânsito. Esse é o desejo de muita gente que quer deixar o emprego para empreender no conforto do seu lar. Com a tecnologia disponível hoje, muitas actividades profissionais podem ser desenvolvidas em casa. Mas trabalhar em casa, mesmo no seu próprio negócio, exige muita disciplina e dedicação.
1. Programador e Designer de sites - Construir sites, desde a linguagem de programação até o desenvolvimento de layout e identidade visual por ser possível comandar empresas de criação de sites e soluções em web, que pode funcionar sem sair da sua casa;
2. Personal Organizer - Por mais que tenha vontade, tem gente que não nasceu para essa coisa de organização. Nessas horas, conta com um profissional. Mas engana-se quem acha que é preciso que o personal esteja presencialmente em cada local que será organizado;
3. Designer de Interiores - Uma planta ali, um quadro acolá, e pronto, o ambiente já parece outro. Pequenas mudanças podem dar uma “nova cara” a um local. Mas, muitas vezes é preciso que esse olhar seja externo. Hoje crescem os serviços online de designer de interiores;
4. Professor virtual - Um dos sectores de serviços que mais cresceu nos últimos anos com a internet é o de professor virtual. As oportunidades de ser um professor independente de uma instituição aumentam, aproveita;
5. Revendedor de produtos de beleza - Além da tradicional venda de “porta em porta” e em salões de beleza e outros espaços, muitas revendedoras de cosméticos criam seus próprios sites, para chegar com mais facilidade ao consumidor.